Precisa de mais pessoas e está em dúvida sobre os tipos de contrato para trabalho? Venha conhecer.


Quando você está construindo ou expandindo sua equipe, pode ser que encontre diversas formas de contratar pessoas para preencher suas funções. E, em alguns casos, essas diferenças podem ser bem significativas, afetando boa parte do seu desempenho e dos resultados do negócio.


Um dos principais pontos afetados pelo tipo de contrato escolhido é o seu planejamento fiscal. Diferentes opções possuem diferentes exigências tributárias e prestação de contas. Sendo assim, para garantir os melhores resultados, você deve analisar cada proposta, avaliar como ela se encaixa na demanda do setor e só depois tomar uma decisão.


Existem diversas opções de contrato de trabalho para atender as demandas das atividades que uma empresa pode ter, como por exemplo contratos: CLT, PJ, Temporário, Terceirizado, Estagiário, entre outros.


Para te ajudar a entender melhor o assunto e fazer a escolha certa, vamos falar um pouco aqui sobre os principais tipos de contratos e quando eles são mais indicados. Acompanhe.


Principais tipos de contrato:

1. CLT

Esse é o modo de contratação padrão utilizado, é considerado empregado CLT toda pessoa física que prestar serviços de natureza não eventual a empregador sob dependência e mediante salário. A carteira assinada estabelece uma relação de responsabilidade entre empresa e empregado, incluindo o pagamento de impostos, 13º, férias, vale transporte/refeição/alimentação, entre outras coisas. É bom estar ciente destes custos extras para garantir que seu orçamento fique equilibrado.

2. Prestador de Serviço PJ

Algumas empresas preferem contratar empregados por meio de prestadores de serviços constituídos na forma de pessoa jurídica (PJ) com o objetivo de diminuir os custos de contratação, principalmente os de âmbito tributário, mas esta opção somente é interessante quando a forma de atuação do prestador de serviço não caracteriza vínculo empregatício como: trabalho efetuado pela pessoa física, pessoalidade, habitualidade, onerosidade, subordinação entre outros elementos.


Conforme definido no contrato, a relação de trabalho entre PJ e empregador deve ser flexível. O profissional recebe as demandas e as executa com autonomia, sem controle de jornada, subordinação ou necessidade de estar presencialmente no escritório, por exemplo. O prestador de serviço PJ deve entregar seus trabalhos no prazo definido e esta relação pode ser interrompida por qualquer uma das partes sem qualquer obrigação trabalhista.

3. Temporário

Esta é uma contratação alternativa, mas que ainda cabe dentro da CLT. Nesse caso, é estipulado um tempo de contrato, após o qual ele é encerrado. Isso é uma ótima opção para negócios que têm épocas de alta, como turismo, permitindo menores despesas e maior aproveitamento.

4. Terceirizado

A terceirização é a contratação de profissionais através do intermédio de outra empresa. Muito comum, por exemplo, para suprir funções auxiliares como manutenção e limpeza. Dessa forma, seu negócio não fica responsabilizado pelas obrigações fiscais e trabalhistas da CLT, mas você ainda consegue suprir seu negócio com a assistência necessária, além de facilitar o escalonamento da equipe.

5. Estagiário

Um estágio é a contratação de estudantes do ensino médio, superior, curso profissionalizante ou EJA, com o intuito de oferecer uma experiência de trabalho e que também é muito vantajosa para a empresa, pois é uma força de trabalho com vontade de aprender e mostrar seu potencial, que traz uma nova perspectiva ao negócio além de poder se tornar um profissional que irá crescer e se desenvolver na organização. A jornada de trabalho tende a ser reduzida e com remuneração proporcional, mas existem alguns pontos que devem ser considerados para a decisão de contratação:

  • A instituição de ensino do estudante deve autorizar o contrato para efetivar o processo, o serviço deve ser compatível com os horários das atividades escolares e a duração total do estágio não pode ultrapassar 2 anos.

  • É obrigatória a aquisição de seguro contra acidentes pessoais para o estudante durante o período do estágio, se o estágio não for de modalidade obrigatória, deve oferecer a bolsa-auxílio e auxílio-transporte, após 1 ano de estágio, o estudante tem direito a 30 dias de férias remuneradas.

Conte com a ajuda da Economy


A escolha do melhor tipo de contratação tem um grande impacto em seu planejamento financeiro, especialmente na parte da tributação. É importante seguir todas as normas estabelecidas para cada opção, tanto para se manter dentro da lei quanto para evitar pagamentos indevidos.


Fornecemos todo o auxílio que precisa para fazer a sua gestão tributária corretamente. Incluindo planejar adequadamente as contratações para que elas não tenham nenhum impacto negativo na sua rentabilidade nem em sua situação legal.


Quer encontrar a ajuda certa para seu negócio? Então entre em contato com a Economy Gestão Contábil agora mesmo e veja como podemos te auxiliar.


📍 Av. Antonio Carlos Comitre, 1350 | Sorocaba | ☎ (15) 3411-3938 Whatsapp: http://bit.ly/contabilidade-economy