Estou abrindo a minha empresa, qual o melhor tipo societário (natureza jurídica) para o meu negócio?


Começar o próprio negócio não é uma tarefa fácil, mas também é uma grande oportunidade para melhorar seu padrão de vida e realizar seus sonhos. Porém, também trata-se de um processo um pouco complicado, tanto para negócios que já estão estabelecidos quanto para aqueles que estão sendo criados agora.


Um exemplo disso é a escolha do melhor tipo societário para a empresa, que pode determinar a forma como seus impostos são calculados e com quais são suas principais obrigações fiscais, mas principalmente define a forma jurídica que a empresa quer ser vista.


Escolher o tipo certo faz uma grande diferença na sua rentabilidade e em sua capacidade de se manter dentro da lei.


Para te ajudar a entender melhor, listamos aqui aos 6 principais tipos societários e quais são seus critérios. Confira:

1. Empresa Individual de Responsabilidade Limitada

A EIRELI é o tipo de sociedade empresarial na qual um único empreendedor é considerado o titular da entidade e é de responsabilidade limitada, ou seja, a responsabilidade financeira do titular é limitada ao valor de capital social que ele integralizou na empresa. Mas para implementar esse tipo de sociedade, é necessário investir um capital social de pelo menos 100 salários mínimos.

2. Empresa Individual

Similar à EIRELI, porque a Empresa Individual também tem um único titular, não tem sócios. A principal diferença que ocorre na prática é que não é possível dissociar o que é propriedade da empresa do que é propriedade do dono, ou seja, titular responde totalmente pela empresa, mas não é necessário integralizar um valor mínimo de capital social.


O Microempreendedor Individual - MEI é considerada uma categoria relacionado ao porte dentro do tipo societário Empresa Individual e com regime de tributação SIMEI. Pode ocorrer quando um profissional atua por conta própria, com no máximo um funcionário, e possui renda anual limitada. Apresenta baixa taxa de impostos, pagamento simplificado e menor exigência de prestação de contas anualmente, ao mesmo tempo que garante a cesso a benefícios, como aposentadoria. Excelente para quem começa a empreender por conta própria.

3. Sociedade Limitada Unipessoal

Esta é uma sociedade similar à LTDA, esta é a mais recente e atualmente mais usada em empresas do tipo individual, pois também impõe a separação entre os bens do indivíduo e da empresa, mas o benefício é que não exige investimento alto nem a presença de outros sócios para isso.

4. Sociedade Empresária Limitada

Também chamada de LTDA, é o tipo societário mais comum no Brasil. Nela, é possível incluir outros sócios através do seu Contrato Social, além de haver separação entre os bens da empresa e dos seus sócios. Dessa forma, se a empresa ficar endividada, seus bens pessoais não serão confiscados.

5. Sociedade Simples

Esse é o tipo mais indicado para quem exerce uma atividade intelectual, como médico, contador, advogado, dentista, etc., pois diz respeito à prestação de serviço por dois ou mais membros sócios. É possível ter uma Sociedade Simples Pura, em que não há separação dos bens pessoais e da empresa, ou Limitada, que segue as mesmas regras da LTDA.

6. Sociedade Anônima

Por fim, em uma S.A., ao invés de haver cotas, os sócios dividem a empresa em ações, sendo chamados de “acionistas”. Sendo assim, é possível vender e comprar ações livremente. Se ela for uma S.A. de capital aberto, estas ações podem ser negociadas na bolsa.


Quer entender melhor estes tipos societários entre outros e dar os principais passos para empreender com sucesso? Então, entre em contato com a Economy e veja como podemos te ajudar.




📍 Av. Antonio Carlos Comitre, 1350 | Sorocaba | ☎ (15) 3411-3938 Whatsapp: http://bit.ly/contabilidade-economy